FÉRIAS!! Sair ou não sair, eis a questão...

Por Maria - julho 05, 2020

férias - tropa do batom

Este ano, para muitos de nós - para não dizer a maioria - as férias não têm o mesmo significado de sempre...

Para muitos foram tiradas no início da pandemia, face ao isolamento social que foi necessário e como forma de não prejudicar as contas mensais. Outros foram "forçados" pelas entidades patronais para colmatar as dificuldades futuras. Também há aqueles que vivem das férias dos que as tiram e, por isso, trocam as suas pela esperança de salvar os seus negócios que se encontram na linha de água. Mas e, para aqueles que têm, ainda, a opção de "escolher" se vão ou não fazer férias? Será que é viável? Será que é seguro? Ir ou não ir, eis a questão...

No meu caso terei metade das férias para gozar. E agora surge a minha questão interna: será que devo de sair ou ficar por casa? Por um lado gostaria de sair, por outro os preços estão elevados e acho que ainda é um pouco cedo para ir para confusões... Hum!!! Ir ou não ir... Vamos lá explorar as hipóteses e considerar os pós e contras:

FICAR POR CASA:
Prós
- Poupar dinheiro;
- Minimizar o risco de infecção;
- Com o dinheiro que não se gasta dá para fazer vida de rico em casa (petiscos de maior qualidade, drinks e aperitivos, quem sabe alguns almoços fora);
- Possibilidade de convívio com os amigos;
- Projectos novos para decoração da casa;
- ...
Contras
- Ter sempre a mesma rotina;
- Por mais que nos esforcemos nunca descansamos nem dedicamos tempo a nós. Há sempre qualquer coisa para fazer;
- É difícil abstrairmo-nos dos problemas que nos provocam stresses (más vizinhanças, correio indesejado, etc);
- Encontrar conhecidos em todo o lado que habitualmente encontramos no período de trabalho;
-...

IR DE FÉRIAS FORA 
Prós
- No meu caso, só o facto de fazer malas já é uma terapia para mim;
- Adoro a viagem de carro de ida, cantamos juntos, falamos, brincamos (não há permissão para tablets nem para telemóveis;
- Conhecer novos sítios e novas experiências;
- Despreocupação total - quando saio de casa de férias desligo automaticamente, não há contas para pagar, roupa para lavar... relax total;
- Não sei se vos acontece o mesmo, mas fico muito mais propícia ao namoro e às carícias. É tudo calor;
- O marido cozinha quase sempre :) - benditos grelhados;
- Passeamos mais, principalmente à noite... e de chinelinho, sabe tão bem!!!;
- A única preocupação é saber/escolher o que vai ser o jantar (para o maridão fazer);
- As filhas ficam tão menos chatas (e acho que eu também - dou a mão à palmatória);
- Costumo fazer as férias de Verão em Portugal, por isso, como ponto favorável para este ano ajudar a economia do nosso País;
- Renovar as energias e carregar a bateria - em casa é missão impossível;
-...

Contras
- De momento não me ocorre nada... estou completamente rendida em ir para fora cá dentro;
- OK, consciência a falar: receio de apanhar e/ou propagar o vírus

Tou mesmo quase, quase convencida...

Bem, estive a ver alguns sítios possíveis para ir passar alguns dias de férias com a minha família e, apesar de não haver muito por onde escolher, sinto-me tentada... Confesso que os valores não me seduzem e o saber que existe a possibilidade de estar em grandes aglomerados de pessoas também não. Mas sinto a minha mente e o meu corpo gravemente fracos e a necessitar de vitaminas com URGÊNCIA, ou melhor a vitamina FÉRIAS! Férias, no verdadeiro significado da palavra - Interrupção relativamente longa de trabalho, destinada ao descanso dos trabalhadores, e nesta última em casa é impossível, pelo menos para mim...

Estou a ver que ainda tenho que ponderar melhor todas as condicionantes... E vocês, que acham? Ainda é precoce ir de férias? As empresas hoteleiras e outros terão as condições necessárias para nos protegerem? E temos o mesmo usufruto de outros anos? É certo que Portugal precisa de movimento financeiro e nós também... mas a saúde vem primeiro... hum... 

Digam-me: qual é a vossa perspectiva? Quais as vossas opiniões?
Fico à espera...
Beijinhos

Be Happy
Maria

  • Partilha:

Poderás também gostar

5 comentários

  1. Desde que se vá para sitios mais tranquilos, não vejo problema. As pessoas precisam de descanso e principalmente de se dedicarem mais uns aos outros. No caso de haver crianças, essas memórias boas serão importantes no futuro delas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, também concordo!! E sim, para quem tem crianças acredito que valha a pena arriscar,poisfoi uma época dura para nós, mas também para eles... Beijinhos

      Eliminar
  2. Olá Maria,

    As nossas férias são sempre em Portugal. De há 10 para cá, pegamos na nossa auto caravana e aí vamos nós…
    Fora das férias costumávamos passear ao fim de semana. De há 2 anos para cá, isto é missão impossível por causa das atividades dos Filhotes.
    As nossas férias grandes são sempre num parque de campismo no interior (em Mêda - Guarda). Ficamos por lá 14 a 17 dias. O parque tem todas as condições para miúdos e graúdos com acesso à piscina. Ao fim destes anos todos já lá temos amigos. A garotada dá-se toda bem. E muito mais poderia aqui ser dito para animar alguém a ir para lá…
    No entanto, este ano, ainda não sabemos como é que vai ser!? As regras do parque ainda não estão claramente definidas e nós temos algum receio.
    Vamos para algum lado. De auto caravana. Só não sabemos para onde!!

    Sou apologista que devemos sair, sim, mas com muito cuidado!

    Fica bem!
    Beijinhos
    Liliana

    ResponderEliminar
  3. Olá Liliana. Acho que seria "cruel" privar-mo-nos das férias em família... cá em casa, quer adultos, quer crianças anseiam o ano todo por estas férias... Por isso vamos ter de nos adaptar de forma segura, mas vamos de fériaaassss.... ;) Obrigada e beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Olha... eu decidi não gastar tempo nem dinheiro. Tenho feito até horas extras de quem foi de férias. Até porque gosto de viajar mochileira, livremente e agora, além de não podermos, os sitios para onde podemos exigem-nos aquele horrivel teste 48h antes. Perco logo a vontade só de imaginar o procedimento! Portanto, por aqui: férias abortadas até 2021

    ResponderEliminar