Amigas

Por Carolina - outubro 14, 2019

amigas - tropa do batom

“Bom dia gajas boas”, é assim que começo o meu dia (virtual), a desejar que as minhas amigas, que se encontram pelo menos a 2758 km de mim, tenham um excelente dia!

As vezes é tão difícil não tê-las perto de mim, para um café ao final do dia ou um copo de vinho, dizer umas bojardas, falar mal de quem for, falar bem, enfim, só ter o apoio e sentir que daquele lado existe compreensão do que quer que seja que eu esteja a passar, mesmo que seja um “estás parva, precisas de rever as tuas prioridades…”, tal e qual como a Anouk
diria. Até parece que a estou a ouvir, impertinada e senhora das suas opiniões, e “desopinaçōes”. Às vezes, acho que também vem da impulsividade e de não saber exactamente a história toda, mas eu dou-lhe o desconto!

Enfim, é difícil não as ter aqui especialmente num dia como hoje, em que tive um dia difícil, tanto a nível profissional, como a nível pessoal. Mas também quando eu estou feliz e quero festejar...

Mas o whatsapp ajuda, e bastante. Estar longe, a viver numa terriola, e num país estrangeiro não ajuda a minha Saudade - essa palavra que só nós Portugueses temos e entendemos. Ás vezes quando a dita “saudade” é crítica, até o Quim Barreiros ajuda… é tipo droga, só um snifezinho ou melhor, um versinho do Quim Barreiros e faz-me sentir logo melhor - tipo “...eu gosto de mamar nos peitos da cabritinha…” faz-me sorrir e dá-me paz.

O facto de poder escrever e partilhar as minhas histórias diárias com este 4 elementos - eu sendo o 5o - (somos todas umas forças da natureza, diferentes, mas complementares): dá-me vida e força para seguir em frente e por vezes nem olhar para traz, com a certeza de que desta forma, vai tudo correr bem. Se não as tivesse, não sei o que seria de mim. 

É incrível, como parece que nos conhecemos todas no outro dia, tipo ha 24 anos atras, na escola…  é melhor nem lembrar que escola, digamos num centro de aprendizagem, para não falarmos de idades.

É uma amizade única que mta gente gaba e dizem que somos sortudas, eu pensava que toda a gente tinha esta sorte, mas sei, agora, que não. 
Elas são a família que eu escolhi!

Eu não tenho muito jeito para escrever, mas acho que quando é escrito do coração e, relido 2 ou 3 vezes, talvez seja aceitável, isto porque eu já tenho muito jeito de emigra. Para mim a minha língua é um mix de Português e Inglês - Portungles.

Falar ou escrever ajuda sempre, eu só deste bocadinho de escrita já me sinto melhor.

Obrigada gajas boas por me lerem.
Carolina
x

  • Partilha:

Poderás também gostar

4 comentários

  1. Já estou em contagem decrescente para o próximo jantar <3

    ResponderEliminar
  2. Já vivi noutro país e também foi o que mais me custou... não há aplicação ou rede social que nos amenize essa falta do cafezinho para dar um abraço, desabafar ou levar nas orelhas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é Raven, é o que me faz considerar todos os dias voltar para PT. E vou voltar, um dia... :)

      Eliminar